Buscar
  • Celebrante Marcos Lopes

O Mestre de Cerimônias para Debutante

Atualizado: Jun 27

Até então, todas as postagens desse Blog foram para a parte de casamentos focando, claro, o momento da cerimônia.


Hoje, vou falar um pouco sobre a cerimônia de debutante sem antes falar um pouco sobre nomenclatura do profissional que toca esse momento.


O momento mais esperado de uma cerimônia de debutante é a valsa

Os clientes que nos procuram vêm com o pensamento de ser um cerimonialista, mas esse profissional é aquele que faz a organização da festa como um todo, que também pode ser chamado de assessor.


Existe um conceito de celebrante social para debutantes que não me agrada muito. O que eu mais gosto e acredito ser o mais correto é Mestre de Cerimônias.


Atualmente, com o tempo escasso de buffet e as diversas atrações que uma festa de debutante pode ter (claro que depende do orçamento dos pais), a parte da cerimônia acaba sendo deixada de lado.


Mas uma festa de debutante só é uma festa de debutante e se diferencia das outras por conta da cerimônia. É o coração da festa de debutante e isso precisa ser levado em consideração.


É evidente que, como em todas as cerimônias, o tempo é um fator muito importante para uma debutante. Não existe espaço (e nem paciência dos convidados) para uma cerimônia que passa dos 40 minutos.


No meu ponto de vista, a cerimônia de debutante deve ser emocionante, personalizada e com momentos de descontração para prender a atenção dos convidados.


Sempre realizo uma reunião antes com a família e com a aniversariante e aplico um questionário neles para entender o que querem na cerimônia.


Nesse dia da reunião, também aproveito para traçar um perfil da família e fazer uma cerimônia com a cara deles, seja mais formal, mais descontraída ou mais emocionante.


Tenho uma estrutura montada para uma cerimônia de debutante, mas quem vai decidir o que vai ter e o que não vai ter é sempre a própria debutante na reunião que faremos.


Basicamente, a estrutura é a seguinte:


O início da cerimônia é feito por mim somente para chamar a atenção dos convidados e anunciar o início da cerimônia.


Depois disso, faço a entrada das pessoas do cortejo. O cortejo pode ser somente os pais ou inserir padrinhos, avôs, tios, etc.


Após a entrada do cortejo, é o momento da entrada dos 15 casais, se tiver. Muitas debutantes optam por escolher menos de 15. Já fiz fiz com 5, 7 e 8 casais.


Outra opção é fazer somente com meninas. Sendo 15 (casais ou meninas) cada um representa um ano de vida da debutante. Se for menos, pode representar um sentimento ou momento da vida da debutante.


Na entrada dos casais (ou das meninas), existem duas opções de escolha. Eles podem entrar com vela ou com rosa. O que vai mudar é no momento da última valsa, que vou explicar mais abaixo no momento certo.


A próxima entrada é do príncipe. Nunca indico que o príncipe seja o namorado da debutante e sim um amigo, primo ou tio. Afinal, o namorado pode não ser mais daqui alguns anos e as fotos ficarão para sempre.


Por fim, a última entrada é da estrela da noite, a debutante. Gosto de fazer uma entrada triunfal para a principal personagem desse dia. Na entrada dela, tanto os pais quanto o príncipe pode recepcioná-la e trazê-la até o local da cerimônia.


Com a chegada dela, iremos iniciar a cerimônia com dois momentos bem tradicionais. Algumas debutantes não gostam de colocar um ou outro e isso é completamente compreensível.


A primeira cerimônia a ser feita é a da boneca. Nesse ato, a debutante escolhe uma criança da família para entregar uma boneca.


O momento desse ato é para demonstrar que a partir de então, a infância é definitivamente deixada de lado para a debutante se tornar oficialmente uma jovem mulher.


A infância deixará a sua vida, mas deverá permanecer viva na linda família que ali está. A criança escolhida ficará incumbida de manter o espírito de infância vivo, que deve ser sempre preservado e mantido.


E tradicionalmente essa corrente nunca irá se quebrar. Geração após geração as debutantes irão passar a sua infância para a próxima criança da família.


A próxima cerimônia é a do sapato. A debutante estará até então com um salto baixo e o pai fará a troca do seu sapato para um mais alto. Esse ato simboliza que novos caminhos serão seguidos a partir de então.


Caminhos não mais de uma criança, mas sim de uma jovem mulher. Os princípios de caráter, índole e educação deverão ser mantidos pela debutante.


Feito os dois atos, o próximo momento é a entrega de uma joia para a debutante. Os pais entregam o presente mais esperado da debutante.


Tradicionalmente é entregue um anel para a debutante, mas muitas famílias optam por entregar uma gargantilha, pulseira ou qualquer outra presente cheio de significado para ela.


Com todos esses atos realizados (ou alguns deles, dependendo da escolha da debutante), partiremos para o momento mais esperado que é a valsa.


A tradição diz que são 3 valsas (com pai, avô e príncipe), mas a debutante pode fazer quantas ela quiser. A ideia é homenagear os homens que fizeram parte da sua vida até então.


Na última valsa, se a debutante fizer com os casais, eles irão dançar também. É aí que entra o momento da rosa ou da vela.


Se os casais entraram com velas, a debutante irá dançar a valsa com o príncipe e apagar vela por vela. Como um passe de mágica, o casal que tiver a sua vela apagada começará a dançar também, casal por casal.


Se os casais entraram com rosas, a debutante irá coletar as rosas, entregará para o organizador do evento e dançará a última valsa.


Em um momento previamente combinado e ensaiado, os casais irão dançar essa última valsa junto com a debutante. E ai você me pergunta. Ta bom, mas e as rosas?


O próximo momento da cerimônia é o das homenagens. A primeira homenageada é a mãe da debutante, que receberá uma homenagem feita pelo mestre de cerimônias de uma forma muito emocionante e personalizada.


Essas rosas que acabaram de ser colhidas e que representam os 15 anos da debutante são entregues nas mãos da mãe representando que os 15 anos de sua filha foram entregues em suas mãos. Claro, a mãe chora que nem criança... Haha


Após homenagear a mãe, passamos a homenagear as demais pessoas que foram importantes na vida da debutante.


Depois disso, costumo abrir para o discurso de alguém. Muitas debutantes gostam de falar algumas palavras nesse momento, os pais ou até mesmo alguns amigos.


Discursos feitos, costumo puxar a retrospectiva (se tiver, claro) e puxo os Parabéns também. Depois disso é só cortar o bolo, tirar as fotos finais para aproveitar o vestido da cerimônia e ir para a BALADA!


Disse lá em cima que a cerimônia de debutante é o coração da festa e é mesmo, mas a festa foi feita para a balada. É isso que a debutante e os convidados querem.


Por isso, faço uma cerimônia linda, descontraída, emocionante e RÁPIDA. O tempo de balada precisa ser preservado e é uma pena que muitos mestres de cerimônias não pensem dessa forma e acabam fazendo uma cerimônia longa e cansativa.


É isso, espero que tenham gostado. Se quiser ver uma cerimônia de debutante feita por esse mestre de cerimônias que vos fala, clique aqui.


E não esqueça do lenço. Vai precisar! :)


#mestredecerimonia #mestredecerimonias #marcoslopes #debutante #festadedebutante #cerimoniadedebutante #15anos #festade15anos

16 visualizações
Manda uma mensagem e eu te retorno :)