O Desafio do Celebrante em Casamentos de Membros da CCB
Buscar
  • Celebrante Marcos Lopes

O Desafio do Celebrante em Casamentos de Membros da CCB

Atualizado: Jun 27

Ola Pessoal! Estão bem? :)


Constantemente, faço cerimônias de casamentos de membros da Congregação Cristã do Brasil. Nesse último sábado, dia 16/06/2018, celebrei o casamento do Osny e da Elaine no Buffet Ilha de Capri.


Os membros da CCB optam por contratar um celebrante de casamentos para celebrar o seu grande dia porque o líder religioso (conhecido como ancião) não faz a celebração.

Tapete com versículo bíblico de um casamento que fiz em 2017.

Com isso, a maioria do casais membros da Congregação Cristã do Brasil fazem apenas o civil, convidando o Juiz de Paz do cartório para se dirigir até o salão ou o Buffet para realizar somente a parte do cartório, procedimento que é chamada de casamento em diligência.


Outros, preferem fazer a parte burocrática no cartório e contratam um celebrante de casamentos para fazer um cerimônia que busca falar sobre família, amor, troca das alianças e, claro, um Agradecimento a Deus.


No caso do Osny e da Elaine, eles optaram por fazer a terceira opção, que foi contratar o Juiz de Paz do cartório para fazer a parte do civil no Buffet e depois eu assumi a parte da cerimônia em si. O Juiz de Paz costuma fazer sua parte em menos de 5 minutos.


Sou apto a fazer o casamento com o efeito civil, mas não emito e Certidão de Casamento lá no dia (ela é emitida pelo Cartório dias depois do casamento), por isso, nunca fiz casamento com efeito civil para membros da CCB.


Tenho pra mim que não está certo o celebrante de casamentos fazer o efeito civil junto porque vai contra os princípios da religião que sempre deve ser respeitado!


Conforme as tradições da Congregação, o casal só está efetivamente casado quando tem a Certidão de Casamento em mãos. Como o celebrante não faz isso, o correto é que eles façam antes no cartório ou que peça a diligência do Juiz de Paz.


Na cerimônia de casamento em si, o celebrante deve ter atenção redobrada para os assuntos voltados para religião. Não é permitido fazer orações conjuntas (nem mesmo o Pai Nosso) porque não vai de encontro com a crença dos membros dessa religião.


No momento da troca das alianças, sempre questiono e sugiro que o casal ceda a palavra para um membro da sua comunidade para fazer uma oração no formato que eles seguem.


Quando essa oração ocorre, as mulheres da religião colocam seu véu e eu sempre peço para o cinegrafista do casamento desligar a câmera porque não é permitido gravar o momento da oração.


Deus abençoe a todos e até a próxima... :)


#casamentoccb #casamentomembrosccb #congregaçãocristadobrasil #casamentoreligioso #casamentoecumenico

0 visualização
Manda uma mensagem e eu te retorno :)